WELCOME

Este Blog é uma oportunidade de trocar experiências com aquelas que já passaram, estão passando ou ainda passarão por pequenas grandes alegrias, surpresas e aventuras do dia a dia de ser mãe, mamãe, mamãezinha. Sejam todas muito bem vindas!

terça-feira, 22 de maio de 2012

VIROSE: PALAVRA DA SEMANA

                                     Oi, pessoal!
A semana que acabou e esta que está começando não tem sido nada fácil.... A virose chegou e pegou a turminha aqui em casa!

Primeiro foi o Lucca. Começou com febrinha, depois febrão! Nariz escorrendo, diarréia e uma assadura horrenda! Que pecado! Chegou a nos assustar... Tentamos de tudo para controlar o vermelhidão no bumbum: hipoglós, hipoglós amêndoas, dermodex prevent, candicorte, nistatina + óxido de zinco, permanganato de potássio, dersani, talco de polvilho, maizena..... nada, nada, nada! Enquanto a diarréia não cedeu um pouco, a assadura também não dava sinais que iria desaparecer. 
Levamos ao PA infantil no final de semana e o meu maior receio era a tão temível desidratação. Mas, depois de examinado, a pediatra disse que ele estava bem, não apresentava sinais de desidratação e que tínhamos que esperar o ciclo viral - de 1 ETERNA SEMANA! - completar. E continuar hidratando: soro caseiro, Pedialyte, Floratil, leite de soja. Nada muito ácido e muita água. Lucca até já está craque na resposta: "O que você fez, Lucca? - Cocô!"; "O que você quer, Lucca? - Água!"

Quando a situação parecia que iria se acalmar, Lívia começou com febrão.... Três longos dias e noites de febre. E depois, falta de apetite, nariz congestinado, diarréia. Tudo de novo? SIM!!!! Só que com a Lívia, o buraco é mais embaixo... não aceita soro, não aceita trocar o leite, não aceita Floratil.... Solução foi apelar para o Gatorade. Esse sim ela tomou. Pelo menos isso...

Ok, Lucca e Lívia já estão melhorzinhos! Ufa, mamãe já pode respirar aliviada e dormir tranquila. Que nada... agora papai é quem está dodói... Vai começar tudo de novo....


Sobre o soro caseiro:
O tão famoso soro caseiro nada mais é que uma solução aquosa de açúcar e sal de cozinha recomendado para prevenir a desidratação.
A função do soro caseiro, dado por via oral, é repor água e sais minerais perdidos com os vômitos e diarréia. O soro deve ser tomado a vontade, a cada 20 minutos e depois de cada evacuação e vômito.

Preparando o soro caseiro com a colher-padrão

Para evitar erros na concentração, a UNICEF preconiza a utilização de uma colher-padrão (disponível em todo posto de saúde) que apresenta as medidas para a preparação do soro:
• duas medidas rasas de açúcar (medida maior da colher-padrão);
• uma medida rasa de sal (medida menor da colher-padrão);
• um copo (200ml) de água filtrada e/ou fervida.

Preparando o soro caseiro sem a colher-padrão

Caso você não possua a colher-padrão, pode fazer o seguinte:

Modo 1: com uma balança de cozinha

• 40g de açúcar (o soro caseiro tem 40g de açúcar comum, que é sacarose - esta se desdobra em 20g de frutose e 20g de glicose – somente essa é útil na absorção do sódio);
• 3,5g de sal;
• 1 litro de água filtrada e/ou fervida.
Modo 2: com as próprias mãos
• três pitadas de açúcar (alguns textos descrevem como um punhado);
• uma pitada (de três dedos) de sal;
• um copo (200ml) de água filtrada e/ou fervida.
Obs: Não se esqueça de lavar as mãos antes de preparar o soro!
Atenção
O soro deve ser ministrado apenas para prevenir a desidratação ou quando ocorrerem os sintomas iniciais. Em casos mais graves o paciente deve ser encaminhado imediatamente a um médico

Nenhum comentário: