WELCOME

Este Blog é uma oportunidade de trocar experiências com aquelas que já passaram, estão passando ou ainda passarão por pequenas grandes alegrias, surpresas e aventuras do dia a dia de ser mãe, mamãe, mamãezinha. Sejam todas muito bem vindas!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

PIAGET ESTAVA CERTO!!!!

É pessoal,

Todos os livros e artigos a respeito das teorias do desenvolvimento infantil que li a vida inteira teriam alguma outra utilidade senão as avaliações e trabalhos bimestrais do magistério, da graduação e do mestrado ou as aulas de inglês que dava para crianças: ENTENDER MEUS FILHOS!!!!! Talvez tenha sido esse o grande propósito de pilhas e pilhas de teorias devoradas ao longo de quase vinte anos...

E mais uma vez, eu admito: nunca tive tanta certeza de que tudo aquilo que os teóricos disseram estava correto, corretíssimo!!!! Em outro post, já mencionei Skinner e sua teoria Behaviorista - ótima para "treinar" crianças (rs).

Agora é a vez de entender os 2 quase 3 anos da Lívia... e me lembrar de Piaget. De acordo com ele, Lívia estaria no Segundo Estágio de seu Desenvolvimento: o Pré-Operatório. Deve ser por isso o bombardeio de "O QUE É ISSO?", "POR QUÊ?", "O QUE VOCÊ TÁ FAZENDO?", "ONDE VOCÊ ESTÁ?" o dia inteirinho!

A criança, nessa fase, está desenvolvendo sua CAPACIDADE SIMBÓLICA, ou seja, a capacidade de criar imagens mentais sem que o objeto e a ação estejam acontecendo realmente. Assim, ela precisa compreender os limites e as particularidades do mundo que a rodeia e, para isso, faz perguntas na tentativa de compreender aquilo que vê e sente.

Piaget também estava certo quando dizia que a criança pequena recorre ao jogo simbólico para entender o mundo. Lívia troca de papel com a mamãe o tempo todo. Ela é Ariane e, eu, sua filha Lívia. Ou ela é uma cabeleireira e, eu, sua cliente. Ou ela é d. Cida (nossa faztudo) e tem que lavar roupa, passar roupa, limpar a casa... Ou ela é uma princesa, o papai e o Lucca são os príncipes.... E a história está montada. E é contada por horas... Se eu entrar no jogo dela, a imaginação corre solta!

E a imitação? Dia desses "peguei" a baixinha imitando a moça que trabalha no parquinho lá no shopping. Ela cantava as musiquinhas, batia palmas e andava pra lá e pra cá - igualzinho a moça faz. "Eu sou a moça do paiquinho, mamãe!". De acordo com Piaget, a imitação é a acomodação de sua ação aos modelos externos, no intuito de entendê-los e internalizá-los.

E os animais que sentem e falam? Aqui perto de casa, no caminho da padaria, duas casas têm cachorros barulhentos, que latem toda vez que passamos. E Lívia sempre se assusta. Vovó disse a ela que eles latiam para falar OI. Então, toda vez que vamos comprar pão, ela pergunta se os cachorros barulhentos estão em casa e se eles querem falar OI para ela. Quando chega perto, ela fala oi e fica conversando com eles... Isso, de acordo com Piaget, é o antropomorfismo - dar características humanas à objetos e animais.

E as looooooooooooongas conversas com as bonecas? É o animismo, em que a criança atribui vida a seres inanimados!


Tem mais... mas eu escrevo outro post porque a Lívia tem que levar a filha dela pra fazer xixi...

Nenhum comentário: